top of page

O arquiteto de Nova York

Atualizado: 30 de abr.

Rafael Guastavino (1842-1908) foi um arquiteto espanhol nascido em Valência, conhecido como "o arquiteto de Nova York". É famoso por suas contribuições para a arquitetura dos Estados Unidos, especialmente pela técnica de construção abobadada que ele desenvolveu, conhecida como "bóveda tabicada".


Guastavino estudou na Escola de Mestres de Obras de Barcelona, ​​onde aprendeu a técnica de construção abobadada. Ele projetou e construiu várias estruturas na Espanha, incluindo a fábrica Battló em Barcelona e o Teatro La Massa em Vilassar de Dalt.


Em 1881, Guastavino mudou-se para Nova York, onde encontrou um mercado para a sua técnica de construção resistente ao fogo, que era especialmente relevante numa cidade onde os incêndios eram uma grande preocupação na época. Trabalhou em várias grandes obras nos Estados Unidos, incluindo a Biblioteca Pública de Boston e a Estação Grand Central em Nova York.


Guastavino fundou sua própria empresa, a Guastavino Fireproof Construction Company, que se tornou muito bem sucedida. Ele e seu filho, ambos arquitectos, mantiveram a tradição espanhola de mestres de obras e deixaram uma marca significativa na arquitetura dos Estados Unidos.


As obras de Guastavino incluem a estação Grand Central em Nova York, a catedral de São João o Divino, a capela de São Paulo na Universidade de Columbia, a estação de metrô City Hall, as bóvedas do ponte de Queensboro e a estação de imigração de Ellis Island, entre outras.


Faleceu em 1908, deixando um legado importante na arquitectura americana.






bottom of page